loader

Ele parecia não compreender. Fora ele sempre o responsável pelo fim dos relacionamentos, mas não desta vez, não desta vez. Ela não o enganou, foi sempre clara, mas ao que parece ele não acreditou nas palavras dela. Ela nunca se apaixonou por ele, coisa que a vaidade dele não deixou ele perceber. Para que você se apaixone por alguém é necessário que algo do outro receba algo que é seu. Ele não possuía esse "algo", essa coisa que nos faz "linkar" nas pessoas. Nascera com uma

Read More

Eu fui uma menina muito bagunceira, tinhosa mesmo, aprontava muito, me divertia muito também. Da minha infância trago as marcas nos joelhos, memórias de muitas aventuras, amizades que me acompanham, algumas vítimas de mordidas, escaladas em janelas, fugas de vizinhos e muita alegria. Me diverti muito na infância, é de lá que vem esse gosto pela liberdade e essa capacidade de não me preocupar muito com o que os outros vão pensar. Porque já naquela época, por aprontar tanto eu

 

Texto e fotografia: Biatriz .
Parecia que eu estava amarrada. Pés e mãos. No meio do meu corpo, bem no centro, um pouco abaixo do umbigo, uma dor insuportável. Como se alguém forçasse a retirada de um órgão ou coisa parecida lá de dentro. Eu sentia as mãos desconhecidas puxando o meu centro de energia. Eu não gritava, apenas chorava de olhos fechados. Sabia que já passava das onze da manhã, mas continuava deitada na

Texto e fotografia: Biatriz .
Ambos temos uma cicatriz no joelho direito. Não que sejamos companheiros, longe disso, eu mal o conheço. Algumas letras, a fama imunda e o desejo latente. Esse foi o resumo apresentado do poeta. Lógico que ainda há o cheiro característico de boemia, a prepotência intrigante de escritor, o mistério dos olhos pretos. Mas o que mais me fascina não é o frasco, nem o

Foto: Fernanda Magalhães. Cronulla Beach, New South Wales, Australia
    Comecei bem. Entre amigos, risadas, idéias imbecis, riscos de morte e etc.

Conheci

Créditos da fotografia: Fernanda Magalhães

Olha, eu achei que já nem era mais capaz...Que dentro de mim tudo estava acabado e não havia mais espaço ou condição. Por que havia sido um longo caminho aquele o de recompor  o contorno do meu coração já tão machucado. Mas então você veio e me abraçou e foi um daqueles abraços quentes, ternos e delicados e você me beijo sem pressa, sem drama, sem jogos ou cenas e tocou meu coração lá no

Créditos da fotografia: Everton Behenck
O amor dos dois nasceu condenado. Impedimentos, distâncias,

Vou guardar os teus soluços mais delicados Teus olhos e teus casacos de fio Vou guardar os teus sorrisos apaixonados Teu jeitinho de me fazer sorrir, mesmo quando só faz frio Vou guardar os teus cabelos tão bagunçados À noitinha antes da gente ir dormir Vou guardar tuas vitórias e os teus pecados E as histórias que eu gostava de ouvir Naquelas tardes de sol, nas manhãs de sol E eu vou guardar tuas manias e os teus errados Teus trejeitos e as covinhas ao rir Vou guardar os

2016, foi um ano que perdi as melhores pessoas. Um ano que vi pessoas indo embora das quais achei que iam permanecer para sempre e eu tive que aprender a lidar com cada uma dessas partidas. 2016, foi um ano que decepcionei e me decepcionei com pessoas que amo. Fui julgada e condenada, culpada, por pessoas que não conheço. Pessoas que não conhecem a minha realidade

 

Num assunto que a nossa sociedade ainda tem tanto pra resolver, eu vou deixar um dia do sexo mais apropriado para a mulher brasileira média do que você leu por aí.

Feliz dia do não gozei, mas tudo bem.

Feliz dia do queria, mas não quero que ele pense que eu sou fácil.

Feliz dia do ele não sabe nem por onde

  Escrever a minha mini auto biografia... Não achei que essa seria uma das tarefas redatórias mais difíceis da minha aspirante vida literária. Mas prometo ser fiel nas qualidades e camuflar os defeitos como boa leonina que sou. Brincadeiras à parte, sinto me lisonjeada por compartilhar um pouco da minha história, assim talvez, poder inspirar algumas de nós naquilo que tenho de salutar e, ensinar caminhos contrários aos que colhi meus

Créditos da foto: Pinterest

Entra uma sra. loira, dos olhos bem azuis, sorridente e simpática. Dá boa noite, pergunta pela médica, eu digo que ela tinha me ligado e ia se atrasar um pouco, tava presa no trânsito, ela meio que se desespera pq descobre que na frente dela ainda tem eu, eu penso "Hmmmm emergente chiliquenta" e me fodo nos quarenta minutos seguintes.

Ontem foi o dia dos teus anos. Mas eu estava em uma sala e dois homens batiam em meu rosto. Por isso não pude escrever esse poema. Esse que seria outro. No primeiro tapa, voou de mim a vocação. Como um óculos por onde se via o mundo voa do rosto. Deixei de ser o que havia sido nos últimos 15 anos. No segundo, meu orgulho verteu do canto da boca. E senti o gosto. E a nudez do lábio ardendo, não me deixou forças para tapar o rosto. Com mais um tapa, acordei. Ontem foi o dia dos teus

 

Créditos da fotografia: Jasmine Benato
Que conselhos eu daria para aquela que, provavelmente, saberá mais sobre a minha própria vida do que poderia imaginar hoje em dia? O que eu diria ao meu futuro eu se o encontrasse daqui a 20 anos? Dei um pulinho no futuro e tomei um chimarrão comigo, aos 43 anos. Fiquei impressionada ao me encontrar e ver que eu não mudei tanto assim! Continuo pedalando (risos) e embora meu

Créditos da foto: Fernanda Magalhães
Tempos de definição são difíceis. Duros. Exigem de nós energia que por vezes não temos. Não é todo dia que queremos lutar contra sentimentos díspares, complicados, que desejamos nos perguntar se realmente o amor acabou, se o que sobrou foi só carinho e preocupação, ou se ainda existe um resquício mínimo que guarda em si a possibilidade do renascimento. Não é todo dia que temos

Dias ansiosos de surpresa e medo. De mudança. Assumir posições, lugares, escolhas. Dizer pra que veio, sem mesmo saber o porquê veio. Ter vontade de fugir. De sair à francesa. De inventar um curso do outro lado do mundo. E ao mesmo tempo, planejar abraços mais fortes aqui. Escrever mais, com mais qualidade. Escancarar o que as pessoas fingem não entenderem. Dividir a loucura com coragem. Ser responsável pelo grito. Entender a mediocridade humana. Esquecer essa seriedade imposta por uma

Foto: Silvana Soutinho

É, andei sumida. Andei consumida. Mas aos poucos voltando.

E com a cabeça fervilhando em ideias. Ideias loucas, sensatas, ideias interessantes, conjecturadas...

-  D. Brisa Feliz, pode por favor mudar a minha foto do perfil do blog, porque agora eu estou ruiva e

Créditos da fotografia: Jasmine Benato
  Eu sou o tipo de pessoa que quer abraçar o mundo, fazer e aprender mil coisas ao mesmo tempo. Por causa disso, vivia com a sensação de que não estava fazendo o suficiente, que estava ficando para trás. Aí veio aquela frustração e o velho pensamento “eu não tenho tempo pra nada!”. Na verdade, eu tenho tempo. E eu posso fazer tudo, mas não tudo ao mesmo tempo. Foi então

Créditos da fotografia: Pinterest

Sobre os nossos silêncios: Normalmente são aqueles mais incomodativos. Procuramos tentar entender, procuramos até tentar ouvir, na tentativa frustrante de entender o que se passa. É quase sempre impossível. Os gritos são ensurdecedores.

É aquele momento que a vida coloca um monte de coisa

 

Créditos da fotografia: Jasmine Benato
Existem pessoas que possuem a habilidade invejável de conseguir organizar-se em todas as áreas da vida. Mas a maioria de nós, meros mortais, estamos sempre nos estressando por alguma bagunça ou desordem. Então vem a pergunta inevitável: qual será o segredo para aproveitar o tempo de forma produtiva? Segredo 1: Gastar o tempo disponível durante a noite nos dias de semana, ou